duvidas frequentes

Micro e minigeração

Instrução I-432.0004 - Requisitos para conexão de micro ou minigeradores de energia ao sistema elétrico da Celesc Distribuição

Conforme as regras estabelecidas pela Resolução ANEEL nº 482/2012, alteradas pelas Resoluções Normativas ANEEL nº 687/2015 e nº 786/2017, é concedido aos consumidores gerarem sua própria energia elétrica a partir de fontes renováveis e, inclusive, fornecer o excedente para a rede de distribuição da concessionária de energia.

Trata-se da micro e minigeração distribuída de energia elétrica, denominando-se microgeração distribuída a central geradora com potência instalada menor ou igual a 75 quilowatts (KW) e minigeração distribuída aquela com potência acima de 75 kW e menor ou igual a 5 MW, conectadas na rede de distribuição por meio de instalações de unidades consumidoras.

Microgeração → Menor ou igual 75 kW de potência instalada

Minigeração → Superior a 75 kW e menor ou igual a 5 MW para cogeração qualificada ou para fontes renováveis de energia elétrica de potência instalada.

 

A energia excedente é a diferença positiva entre a energia injetada e consumida. Caso a energia injetada na rede seja superior à consumida, pode ser utilizada para abater o consumo da Unidade Consumidora nos meses subsequentes ou em outras unidades de mesma titularidade (desde que todas as unidades sejam previamente cadastradas e dentro da área de concessão da Celesc), com validade de 60 meses.

Existem diferentes modalidades que podem abater o consumo. Saiba mais navegando nas abas a seguir:


Como se conectar

Os consumidores que desejam se conectar como micro ou minigeração distribuída devem preencher os formulários de consulta ou solicitação de acesso diretamente no sistema PEP da Celesc, atendendo todas as normativas referentes à geração distribuída. Saiba mais sobre cada procedimento nas abas adiante.

consulta solicitacao acesso

 

Vale ressaltar que, após preenchida e encaminhada a solicitação pelo acessante, as informações inseridas no formulário do PEP não podem ser alteradas. Sendo assim, caso ocorra algum erro no preenchimento, é necessário protocolar uma nova solicitação.

A normativa para conexão de micro e minigeradores de energia ao sistema elétrico da Celesc é a I-432.0004.

 


Inversores

Os inversores para sistemas fotovoltaicos com potência nominal de saída (CA) inferior a 10 kW devem possuir registro no INMETRO, sendo dispensada a apresentação de certificado. A central geradora que utilize inversor sem registro no INMETRO deve apresentar certificados de conformidade dos inversores.


As certificações dos inversores
para sistemas fotovoltaicos devem contemplar no mínimo os seguintes ensaios:

a) anti-ilhamento: IEC 62116;

b) interface com a rede de distribuição: IEC 61727;

c) distorção harmônica: IEC 61000-3-2 ou IEC 61000-3-4 ou IEC 61000-3-12, conforme corrente nominal do inversor;

d) cintilação: IEC 61000-3-3 ou IEC 61000-3-11 ou IEC 61000-3-5, conforme corrente nominal do inversor.


Os inversores para geração eólica, hidráulica ou térmica devem apresentar certificação conforme normas técnicas aplicáveis. Somente certificados emitidos por instituição acreditada poderão ser aceitos.

 

Salienta-se que a Celesc não emite certificados e nem recomenda inversores de nenhuma marca ou modelo, apenas libera para uso aqueles que atendem as exigências da I-432.0004 e que são compatíveis com o PRODIST da ANEEL. A certificação de inversores cabe exclusivamente aos institutos acreditados.

Para homologação de inversores ainda não cadastrados, encaminhe e-mail para Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. com os certificados solicitados na normativa I-432.0004.

Tabela de Inversores já homologados - Acesse aqui


Alteração do cadastro de unidades participantes do Sistema de Compensação

O Formulário para alteração do cadastro de unidades consumidoras participantes do sistema de compensação, conforme a modalidade de geração, pode ser obtido nos links abaixo:

A solicitação deve ser formalizada por meio de carta protocolada na secretaria da agência regional da UC geradora.

Troca de titularidade

No caso de alteração de titularidade por unidade consumidora com microgeração ou minigeração, o novo responsável deve preencher e apresentar à Celesc o formulário abaixo:

O procedimento para troca de titularidade está descrito aqui no site, em https://celesc.com.br/troca-de-titularidade



» 
Para mais informações sobre o tema, consulte os documentos a seguir:

 Caderno temático da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) sobre o tema
Acesse o arquivo


Resolução ANEEL nº 482/2012 - Estabelece as condições gerais para acesso de microgeração e minigeração distribuída aos sistemas de distribuição de energia

Acesse o arquivo


Perguntas & Respostas sobre a resolução normativa ANEEL nº 482

Acesse o arquivo


Resolução ANEEL nº 687/2015 - Altera a resolução normativa nº 482, de 2012, e os Módulos 1 e 3 dos Procedimentos de Distribuição – PRODIST

Acesse o arquivo


Lei estadual nº 17.762/2019 - Dispõe sobre a isenção de ICMS sobre energia injetada

Acesse o arquivo