resp socioamb

Sustentabilidade local, integridade, prevenção, direitos humanos e comunicação são alguns dos princípios que norteiam a Política de Responsabilidade Socioambiental da Celesc.

A atuação da Companhia está pautada pela integração do conceito de desenvolvimento sustentável à estratégia corporativa, preceito que está incorporado no momento do planejamento e execução dos planos e programas socioambientais, visando minimizar e ou mitigar os impactos de seus empreendimentos e atividades.

Conheça nossos projetos

celesc voluntaria

  • Energia do Futuro: viabiliza a construção de coletor solar com o uso de produtos recicláveis (caixas tetrapak e garrafas pet), contribuindo para a redução do consumo de energia elétrica em residências de famílias com baixo poder aquisitivo e gerando trabalho e renda para famílias cooperativadas pelo próprio projeto para trabalhar na fabricação dos coletores. Acesse o Manual de instalação do aquecedor solar

  • Jovem Aprendiz: a Celesc aderiu ao projeto em 2006 e, desde então, mas de mil adolescentes tiveram sua primeira experiência de trabalho na Empresa. O Jovem Aprendiz funciona em ciclos de dois anos, oferecendo oportunidade de emprego, renda e reforço escolar para jovens de baixa renda que vivem em situação de vulnerabilidade social e oriundos prioritariamente de casas lares.

  • Projeto Banho de Energia: consiste em um sistema de aquecimento de água que reaproveita parte do calor desperdiçado pela chaminé do fogão a lenha para aquecer água em um reservatório térmico, instalado acima do forro da residência. Barato, de fácil instalação e de baixo impacto ambiental, o chamado "recuperador de calor" é uma parceria entre a Celesc, a Secretaria de Agricultura do Estado e a Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural (Epagri).

  • Celesc Voluntária: instituído em 2013, o Programa Celesc Voluntária tem objetivo de construir e efetivar o conceito de cidadania empresarial junto à força de trabalho da Companhia, promovendo ações voluntárias entre os empregados. Os mutirões de voluntariado realizam reformas, pinturas e melhorias de instalações elétricas em entidades assistenciais, escolas, creches, asilos e praças.


Pactos e Compromissos Voluntários

18 maio

  • Pacto Global: É uma iniciativa proposta pela Organização das Nações Unidas (ONU) para encorajar empresas a adotar políticas de responsabilidade social corporativa e sustentabilidade. A Celesc é signatária do pacto desde 2006 e realiza ações e projetos baseada em dez princípios relacionados a direitos humanos, trabalho, meio ambiente e corrupção. Saiba mais

  • Na Mão Certa: É uma iniciativa da Childhood Brasil que visa mobilizar governos, empresas e organizações do terceiro setor em torno do enfrentamento mais eficaz da exploração sexual de crianças e adolescentes nas rodovias brasileiras. A frota de veículos da Celesc possui adesivos com informações sobre o Disque 100, canal de denúncias exclusivo do Na Mão Certa. Saiba mais

  • Pacto Empresarial pela Integridade e Contra a Corrupção: Criado para unir empresas com o objetivo de promover um mercado mais íntegro e ético e erradicar o suborno e a corrupção no país. Como signatária desde 2006, a Celesc se compromete a vedar qualquer forma de suborno, trabalhar pela legalidade e primar pela transparência de informações. Saiba mais

  • Objetivos de Desenvolvimento do Milênio: A Celesc assumiu o compromisso com o programa da Organização das Nações Unidas (ONU) que visa consolidar conceitos básicos de cidadania assim como melhorar a qualidade de vida de todos no planeta. Em 2012, a Companhia realizou o II Simpósio Estadual Objetivos do Milênio, em parceria com o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) e com o movimento nacional Nós Podemos. Saiba mais

  • Programa Empresa Amiga da Criança: Criado pela Fundação Abrinq em 1995, o Programa mobiliza empresas para uma atuação social em benefício de crianças e adolescentes no Brasil. Desde 2006 a Celesc recebe esta condecoração por conta de seus projetos sociais, pelas doações do Fundo da Infância e Adolescência, e pela assinatura do Pacto Global e seus derivados, como o Pacto Nacional Contra a Exploração Sexual Infanto Juvenil nas Rodovias. Saiba mais

  • Cadastro Empresa Pró-Ética: A Celesc faz parte do Cadastro Nacional de Empresas Comprometidas com a Ética e a Integridade, iniciativa da Controladoria Geral da União (CGU) e do Instituto Ethos, que avalia e divulga as empresas voluntariamente engajadas na construção de um ambiente de integridade e confiança nas relações comerciais, incluindo aquelas que envolvem o setor público. Saiba mais
     
  • Programa de Combate ao Trabalho Infantil: Para ajudar na luta contra um problema que atinge uma em cada dez crianças e adolescentes do nosso estado, a Celesc firmou, junto ao Tribunal Regional do Trabalho (TRT – SC), um pacto contra o trabalho infantil. O programa tem como objetivo desenvolver ações para combater essa prática, por meio de políticas de prevenção e incentivo à tramitação prioritária dos processos relativos ao tema. 


Conheça nossas ações ambientais

meio ambiente

A atuação da Celesc é pautada pela melhoria contínua de sua performance socioambiental. A concepção de novos projetos, bem como a gestão de nossos negócios, consideram as diretrizes e princípios da Política Socioambiental Celesc.

  • Redução de impacto ambiental nas obras da rede elétrica: a escolha do traçado das linhas de transmissão e de distribuição, bem como dos terrenos para as subestações, leva em consideração o uso e ocupação do solo,  evitando ao máximo impactar a paisagem, degradar a qualidade da água ou deslocar pessoas. Há ainda uma série de critérios ambientais que devem ser observados para a aprovação de novas conexões à rede de distribuição em Áreas de Preservação Permanente (APPs). Confira cartilha para conscientizar consumidores e profissionais da Celesc sobre o tema.

  • Recuperação de áreas degradadas: os objetivos essenciais do Programa de Recuperação de Áreas Degradadas são a recuperação da qualidade do solo com plantio de gramíneas nas áreas de obras (essencialmente nas praças de torre, lançamentos, acessos e outros locais onde for executada terraplanagem) e a reintegração à paisagem local.

  • Gestão de resíduos: em vigor desde 2016, o Programa de Gerenciamento de Resíduos Sólidos estabelece como devemos cuidar dos resíduos gerados em nossas atividades administrativas e operacionais, desde o descarte de material ou equipamento, passando por sua segregação, coleta, acondicionamento, armazenagem e transporte até sua destinação final.

  • Aquisição de produtos certificados: a Empresa estabeleceu diretrizes que garantem o consumo de produtos e subprodutos florestais certificados, ambientalmente adequados e socialmente justos. Tal comprovação é exigida na aquisição de materiais de origem florestal, tais como cruzetas, papéis, móveis, postes, madeira para construção civil, entre outros.

  • Proteção de aves na rede elétrica: com objetivo de atuar sobre causas ambientais de interrupção do fornecimento de energia elétrica, o programa, criado em 2002, permite a retirada de ninhos de João-de-Barro das estruturas do sistema, mediante a posterior instalação de dispositivos plásticos no local, que afastam as aves sem qualquer prejuízo à espécie e inibem a construção de novos ninhos no local.

  • Controle sobre gases de efeito estufa: outro destaque na área de Meio Ambiente é a elaboração do Inventário de Gases de Efeito Estufa (GEE), que mapeia e avalia as emissões de carbono das atividades da Celesc e de suas subsidiárias Celesc Distribuição e Celesc Geração. Os inventários são auditados por empresa externa e estão disponíveis no portal Registro Público de Emissões.

  • Educação ambiental: as ações de educação ambiental abrangem as escolas e as comunidades afetadas pela construção de novos empreendimentos, além dos trabalhadores envolvidos na construção de redes elétricas e subestações, que recebem treinamento sobre cuidados com a segurança e o meio ambiente.

  • Cumprimento às leis ambientais: a Celesc cumpre o rito do licenciamento ambiental e desenvolve ações e projetos visando minimizar e/ou mitigar os impactos socioambientais de suas atividades. Nossos empreendimentos devem seguir o que está estabelecido na Instrução Normativa No 45 da FATMA  que estabelece critérios para linhas e redes de transmissão de energia elétrica, e o que rege a Instrução Normativa No 65 da FATMA, usada para o licenciamento de subestações.

  • Estímulo à sustentabilidade na geração de energia: as usinas de nosso parque gerador são do tipo PCH e CGH, a maioria do tipo fio d’água, e todas atendem às normas de licenciamento ambiental vigente na legislação brasileira. O plano de reponteciação dessas usinas, por meio de ganhos de eficiência, prevê o aumento da produção de energia sem impactar o ambiente natural nas áreas onde estão inseridas.