Geral

Serviços ao
Consumidor

Notícias Celesc

28.11.18

Univali assina convênio com a Celesc para Eficiência Energética

Os investimentos chegam a R$ 3,5 milhões com economia de mais de 1 mil MWh/ano

Nesta quarta-feira (28), o presidente da Celesc, Cleverson Siewert, assinou convênio com a Univali, para a instalação de sistemas fotovoltaicos em quatro prédios da universidade, a substituição de lâmpadas convencionais por LED em cinco unidades e a troca de aparelhos de ar condicionado no campus de Itajaí. O valor investido será de R$ 3,5 milhões, sendo R$ 2,5 milhões de recursos do Programa de Eficiência Energética da Celesc - PEE Celesc, e contrapartida da Univali de R$ 1 milhão.

IMG 5851-2
O chefe da Divisão de P&D e Eficiência Energética da Celesc, Thiago Jeremias, o reitor da Univali, Valdir Cechinel, o presidente Cleverson Siewert e o advogado Alexandre Waltrick. Foto: Rafael Vieira/Comunicaz

O convênio viabiliza a execução do projeto da Universidade, que está entre os selecionados na chamada pública realizada pela Celesc para as áreas de Pesquisa & Desenvolvimento (P&D) e de Eficiência Energética (PEE), que somam investimentos de R$ 96 milhões até 2022 e contemplam a execução de 18 ideias inovadoras em P&D e outras 11 em PEE.

Com o desenvolvimento do projeto, na unidade de Biguaçu, o sistema fotovoltaico existente vai receber a ampliação para a geração de mais 21,6 kW. A de Piçarras será beneficiada com o sistema de 130,68 kW, Tijucas com 208,98 kW e o Hospital Pequeno Anjo, em Itajaí, vai receber o sistema fotovoltaico com potência instalada de 83,7 kW. Também serão substituídas, nas cinco unidades, um total de 3.378 lâmpadas convencionais ou fluorescentes por lâmpadas de LED. Além disso, a unidade de Itajaí terá seu sistema de ar condicionado eficientizado, com a substituição de 16 aparelhos antigos por novos.

A expectativa de economia a ser alcançada pela Univali é de 1.051,97 MWh/ano, aproximadamente R$ 422 mil no ano, o que equivale o consumo de 400 unidades consumidores (UC). “O Campus da Univali Biguaçu poderá ser o primeiro a receber o certificado Zero Energy concedido pelo Green Building Council Brasil, que é fornecido aos prédios que atingem autossuficiência energética. É um benefício que será revertido aos alunos e a própria universidade”, explicou o presidente.

Participaram da assinatura, na sede da Empresa, em Florianópolis, o reitor da Univali, Valdir Cechinel Filho; o advogado e professor da Univali, Alexandre Waltrick Rates, e o chefe da Divisão de P&D e Eficiência Energética da Celesc, Thiago Jeremias.

Os Projetos

Para os projetos na área de P&D, a Celesc destinará investimentos de R$80 milhões. Esses projetos podem evoluir para um modelo de negócios e compreendem segmentos como mobilidade elétrica, internet das coisas, robótica, segurança do trabalho, meio ambiente e outros domínios que possam contribuir com a melhoria dos processos e dos serviços prestados pela Celesc.

Já as propostas da área de Eficiência Energética estão sendo realizadas com aplicação de aproximadamente R$ 14 milhões. Sete delas estão relacionadas à iluminação pública, três são voltadas a comércio e serviços e uma para a indústria. O objetivo dos projetos é promover o uso eficiente e racional de energia elétrica, a fim de combater o desperdício, além de estimular a adoção de novas tecnologias e de bons hábitos de consumo. Uma nova chamada pública de projetos será publicada ainda em dezembro.

Por Rafael Vieira de Araujo (Agência Comunicaz a serviço da Celesc)