Geral

Serviços ao
Consumidor

Notícias Celesc

13.11.18

13ª Semana Nacional de Conciliação é prorrogada pela Celesc em todo o Estado

Interessados têm até 23 de novembro para negociar dívidas em condições especiais com a Celesc

A Celesc com o apoio do Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC) prorrogou até o dia 23 de novembro as Conciliações. Por isso, clientes da Celesc que ainda possuam faturas em atraso, ações administrativas ou judiciais poderão negociá-las nas lojas de atendimento da Celesc em todo o Estado de Santa Catarina. Entre os dia 5 e 9 de novembro, R$ 1.617.971,87 já foram recuperados pela distribuidora catarinense, em 312 acordos firmados, até o presente momento, um acréscimo de 15 % em relação ao ano passado.

IMG 2658

O acerto é feito em até 12 vezes com isenção de juros e multa e, após o acordo, o cliente sai do local com o primeiro boleto para pagamento da entrada, sendo que as 11 parcelas restantes poderão ser cobradas diretamente na fatura mensal de energia elétrica. “A oportunidade é oferecida a pessoas físicas ou jurídicas, sejam clientes residenciais, comerciais, industriais ou rurais, que estejam inadimplentes até outubro de 2018”, explica a advogada da Empresa, Miriane Heidrich.

Os interessados em fazer a quitação da dívida devem portar, no dia, o CPF e o comprovante de que o cliente é o titular da conta. Caso a pessoa não possa comparecer, deve fazer uma procuração simples, registrada em cartório, para um representante.

Até o próximo dia 23, a Celesc vai atender em suas lojas para fazer a conciliação financeira. Vale reforçar que o atendimento será prestado em todo o Estado, de segunda a sexta-feira (exceto nos dias 15 e 16 de novembro, em virtude do feriado da Proclamação da República), das 9 às 16h30, por meio de distribuição de senhas. “As senhas geradas serão atendidas no mesmo dia, mas como as negociações costumam ser demoradas, é importante que as pessoas procurem o serviço com tempo disponível para resolver a situação”, ressalta Miriane.

Expectativa

Em 2017, a Celesc realizou 283 acordos com clientes devedores, que representaram R$ 1,4 milhão negociados. Até o momento já foram realizados 312 acordos e a empresa espera recuperar cerca de 25% a mais em relação ao ano passado.

 

Por Heda Wenzel atualizado por Rafael Vieira de Araujo (Comunicaz a serviço da Celesc).