Geral

Serviços ao
Consumidor

Notícias Celesc

05.06.17

Festeje São João com segurança

Com a chegada de Junho, logo começam a serem organizados os chamados Arraiás com suas barraquinhas repletas de comidas e bebidas, e jogos para diversão de adultos e crianças. Essas festas trazem um apelo irrecusável para famílias e amigos passarem, juntos, bons momentos.

Mas o que é entretenimento e lazer pode também causar acidentes sérios se o pessoal da organização não chamar um profissional habilitado para checar se as instalações elétricas estão corretas ou não apresentam riscos para quem está trabalhando e para aqueles que aproveitam a festa.

Sempre é oportuno lembrar que as barracas, os palanques e os palcos devem ser instalados com uma distância mínima de um metro e meio da rede elétrica aérea. Outro ponto importante é que todos envolvidos estejam atentos ao manusear vergalhões e outras peças metálicas, pois podem tocar a rede e causar choque elétrico.

Um arraiá com muitas bandeirinhas é muito bonito, mas elas não podem ser penduradas nos postes de energia e jamais devem ser feitas ligações clandestinas de energia nesses locais. O risco de acidente é grande e o que é festa pode se transformar, de repente, em tragédia.

Acidentes – Pátios de escolas e igrejas, ruas, praças e coretos são os lugares mais frequentes de organização de festas juninas. No ano passado, acidentes com a rede elétrica nesses locais causaram 99 mortes, segundo a Abracopel – Associação Brasileira de Conscientização para os Perigos da Eletricidade.

Os acidentes com eletricidade em áreas rurais, sítios e fazendas – onde muitos ‘arraiás’ são organizados – causaram 101 mortes. Somando os acidentes com princípios de incêndio gerado por curtos-circuitos, houve 70 ocorrências nesses locais com duas mortes.

Os dados da Abracopel mostram que, em Santa Catarina, o número de acidentes tem aumentado. Em 2014, foram quatro acidentes com quatro mortes em zonas rurais; na área urbana, cinco mortes resultaram de sete acidentes. No ano seguinte, houve seis acidentes com cinco mortes em área rural; e sete acidentes em área urbana, com duas mortes.

Em 2016, os acidentes chegaram a 20 casos registrados, dos quais 13 em áreas rurais, com oito mortes. Nas áreas urbanas, houve sete acidentes, mas sem óbitos. No primeiro trimestre deste ano, a tendência persiste: três acidentes em áreas rurais causaram três mortes.

Para evitar acidentes, cuide sempre da segurança. Verifique as instalações elétricas durante festas juninas em lugares abertos, ginásios ou barracões. Fique atento também para fiação ou cabeamento pendurados em postes ou soltos pelo chão.

 

Por Vânia Mattozo com ilustração Ana Carolina Dall'Agnol - Assessoria de Comunicação Celesc.

arraia-site