Geral

Serviços ao
Consumidor

Notícias Celesc

27.04.17

Como evitar conflito entre árvores e rede elétrica

A queda de árvores ou o contato de galhos ou cascas de árvores sobre os cabos da rede elétrica são causa de 40% dos acidentes com falta de energia em Santa Catarina.

vegata 2

O plantio e a manutenção de vegetação em distância segura da rede elétrica são soluções simples, que devem ser adotadas pela população em geral. Os cuidados, no entanto, variam em cada região do estado – e são diferentes em áreas urbanas e rurais.

Vale alertar para que o corte ou a poda de árvores sejam realizados por pessoas habilitadas e de forma segura. Deve-se, também, dar atenção à vegetação nativa que, por lei, não pode ser derrubada, a menos que cause risco de vida. Neste caso, o Corpo de Bombeiros deve ser acionado para realizar o procedimento adequado.

 

Orientações para regiões rurais

 É importante que os proprietários rurais tenham a consciência de manter distância segura entre as plantações de árvores de grande porte com a rede elétrica, em especial nas regiões de reflorestamento.

A recomendação é que plantações de culturas como pinus e eucaliptos devem ser feitas a uma distância mínima de 20 metros para cada lado do eixo da rede elétrica. Nessa distância evita-se que em dias de ventos fortes e tempestades, corra-se o risco de caírem sobre a rede ou provocarem curto-circuito se os galhos, ou até mesmo as cascas dos troncos, alcançarem os fios elétricos.

vegata 3

A Empresa também chama a atenção para algumas medidas de segurança:

- Antes de realizar corte de árvores de grande porte que estejam próximas à rede elétrica, o proprietário deve informar a Celesc para que esteja atenta e possa dar o suporte mais rapidamente, se necessário;

- Se um fio arrebentar e cair, além de não permitir que qualquer pessoa ou animal se aproxime, o ideal é que a área seja isolada e o proprietário peça auxílio à Celesc pelo telefone 0800 48 0196;

- O cuidado com a operação de máquinas agrícolas também é de extrema importância. Sempre que forem realizados serviços próximo à rede elétrica, deve-se verificar se não há possibilidade de encostar alguma parte móvel da máquina nos fios;

-As queimadas nas proximidades da rede também são definitivamente perigosas, sendo primordial não acontecerem no local. Mesmo que o fogo não chegue perto dos fios, postes ou torres, o calor pode provocar curtos-circuitos;

- O proprietário da área de reflorestamento pode sofrer ações judiciais por descumprimento da lei, podendo ser responsabilizado pelos danos causados a terceiros e à Celesc.

 

Cuidados nas regiões urbanas

 Os moradores das cidades e grandes centros precisam ter outras preocupações. É de extrema importância que a população entenda que as árvores plantadas em seus quintais são de responsabilidade particular.

vegata 1

Dessa forma, ao perceber que os galhos estão crescendo muito, o dono do imóvel ou representante, deve providenciar a poda preventiva. Cabe lembrar que esse é um serviço a ser realizado por pessoa habilitada e equipada de forma segura. Para evitar transtornos, realize a poda da árvore antes que cresça demais.

É importante destacar que tanto em áreas particulares quanto públicas, o Corpo de Bombeiros e a Defesa Civil entram em ação apenas quando a queda (ou possível queda) de árvore representa risco de vida à população.

 Em caso de dúvida, pode-se ligar para os Bombeiros e solicitar uma visita ao local para avaliação. São eles que decidem se devem agir ou se indicam profissionais gabaritados para fazer a poda preventiva da árvore. Em relação às árvores que estão nas ruas das cidades, as prefeituras devem fazer a manutenção.

Para que as árvores não alcancem os fios elétricos, a altura ideal das espécies deve alcançar, no máximo,  5 metros.

Para que os galhos das árvores não encostem nos fios da rede elétrica, é importante respeitar as distâncias de segurança. Segundo a Norma NBR 15688 deve-se manter 2 metros de distância entre a vegetação e os alimentadores de energia (que são redes tronco, de onde derivam ramais) e de 1 metro entre a vegetação e as redes primária e secundária, nas tensões de distribuição, que passam em frente ás residências.  

Os aspectos culturais e históricos da população, dando preferência às árvores nativas de pequeno porte, também são importantes na hora de planejar a arborização da cidade. Atente para informações e dicas de como colaborar para manter uma relação saudável entre árvores e rede elétrica.

 vegata 4

Assessoria de Comunicação Celesc